quinta-feira, 26 de março de 2009

#7 A hora do rango

Almoço em empresa é sempre um momento crítico. Principalmente se você não for um servidor público quer recebe R$ 26,00 por dia...



O simples fato de almoçar a janta de ontem já é algo desanimador. Você acorda pela manhã, abre a geladeira, pega sua marmita e abre pra ver o que tem dentro.



Sua cara fica mais ou menos assim:








"Mas, como assim, Junior Lelo?", você deve estar se perguntando...



Eu vou explicar.


É fato: FEIJÃO GELADO FEDE. Nessas horas invejo os japoneses e suas marmitas de sushi e sashimi. Nem de microondas eles precisam!



















Por falar em microondas, eu me lembrei de um fato irritante na hora do almoço: REFEITÓRIO pequeno e CHEIO. Não tem coisa pior do que esperar um tempão enquanto o pelego come seu almoço sossegado, ou então traz lasanha congelada e coloca no microondas 7 segundos antes de você chegar... ¬¬













Estão todos esperando para almoçar...



O pior é que, marmita assim, ninguém traz:







Só trazem assim:




"Mãe, minha marmita azedou! Vou ter que almoçar no Mc Donald's..."



Isso quando não aparece aquele chato que rouba o seu último ovo frito empanadinho de frango, ou experimenta um pouco do seu jabá macarrão, que desliga o microondas antes que sua comida termine de esquentar, ou que está gripado e não se toca de que deveria morrer pode contaminar TODOS que estão ali.



O telefone pode tocar.



Pode acabar a força (a não ser que você seja um Jedi. RÁ!).



Sua comida pode ter REALMENTE azedado.






E o seu dinheiro acabou.



O cara ao lado pode ter pedido China in Box com molho agridoce (argh!).



Sua sobremesa pode ser um caqui verde (daqueles que ficam amarrando na boca, igual banana verde).



Você pode tentar engolí-lo.



Seus amigos vão rir de você, pensando que você está brincando (será possível um almoço acabar em morte trágica?).



O que? Não! Sim! Isso NUNCA JÁ SIM! aconteceu comigo! Claro que não... aconteceu hoje



O fato é que essa miríade de possibilidades é o que torna o momento do almoço na empresa um evento único. Alegria, tristeza, empolgação, raiva, ódio, nojo, apetite. Tudo isso pode fazer parte desse momento mágico e surreal que é a HORA DO ALMOÇO.



Você pode se estressar e deixar de curtir sua ÚNICA hora de relax e descanso do dia.



Ou então, você pode se acostumar com tudo isso.



Ou não.



8 comentários:

camila disse...

shahsauhsuahsa . muuuiito ferá. eee coonheço a historio do caqui verde eiin . oO shaushauhsa :P

Laelie disse...

Tirando o fato de que não tem ninguém pra desligar o microondas porque almoço sozinha, sofro a mesma coisa, afinal: comemos a mesma comida!! A mãe poderia ser mais criativa na hora de preparar nossa marmita.... Adorei o Hantaro!!! Quero minha marmita assim amanhããããã!!

Linc0 disse...

Hoje parece que o mundo conspira contra a minha pessoa:
Ao sair de casa, após caminhar por cerca de 20 minutos até chegar à rodoviária, percebo que esqueci minha carteira em casa. O que tem de mais se eu coloco o dinheiro da passagem no bolso da calsa??
Entrei no ônibus e me lembrei: o cartão do almoço está na carteira.

Pronto, é dado início às torturas. Tento ler um pouco da minha apostila de direito constitucional pra não pensar na fome, chego a cochilar no ônibus, até que acordo com uma mulher brigando com o motorista por causa da velocidade que ele conduz o veículo. Após alguns minutos ela decide saltar do ônibus e apanhar outro (oh glória!). Tento voltar a dormir, pórem os comentários a respeito do ocorrido não me deixam. Volto a lêr minha apostila. Ao chegar no centro da cidade maravilhosa me espanto com um barulho orrendo, então, noto que fora meu estomago.
Que susto, por um instante imaginei que estava em volta de algum ser não identificado (ET). Já são 11:02 da manhã, caminho em direção ao trabalho, passo por perto de, inacreditáveis, 6 restaurantes. E, imaginem, não tomei café, não comi nada, estou faminto. Nesse horário todos os restaurantes estão finalizando a arrumação do salão, com todas aquelas comidas gostosas e cheirosas nos mostruários. É uma torutra!

Sigo para o trabalho, lá a menos não vou ficar me contorcendo de fome pois terei o que fazer pra passar o tempo.
Nem tanto, minha sala fica ao lado da copa. ¬¬'
O cheiro corre pelo corredor e invade minha sala e parece se jogar no meu nariz como um carrasco a açoitar um escravo.
- Tudo bem... vou pedir a um amigo que me compre algo pra comer, outro dia (amanhã, ou ele me trucida) eu lhe pago. Descubro que o cara está com preguiça de descer pra comprar algo (sério, preguiça). Não pude descer pois tinha trabalhos pendentes.
Fazer o que? (manda quem pode, obedece quem tem juízo!)

Todos aqueles pra quem, geralmente, compro algo no almoço estão duros justo hoje! ¬¬'

Bom... ao menos sei que não pode piorar, não dá pra acontecer algo mais, ficar com fome o dia todo já o sufíciente. Ao menos meu amigo de sala me deixou um pedaço de bolo, que poderei degustar com todo ardor e fome!

- Vou comentar no blog do meu amigo Lelo, pra dar aquela valorizada.
Ao abrir o blog, vejam o texto que hoje ele comenta!!!!

É o meu fim!! Vou comer esse pedaço de bolo antes que ele azede. Não seria nada legal chegar a isso!

Elô disse...

Rs... poxa, e vc passou por tudo isso hoje? Caramba! :))

Tartaruga ! disse...

oO... realmente seu dia não foi um dos bons...



Eu mesmo não passo por isso aqui em no trampo... moro PERTINHO... vou pra casa almocar e volto... muito bom chegar em casa, comer e descançar um pouco. Eu estou é ENJUADO de comer a marmita que comemos em casa... já trocamos umas 5 ou 6 vezes de restaurantes, mas NUNCA fica igual a comida da minha mãe *-*. O cara chega em casa, ver aquela marmita reduzida... um peito de grando, 2 pedaços de carne, POUCO feijão, BASTANTE arroz, BATATA FRITA "FRIA"... aff...


Tem hora que enche o saco, mas minha mãe às vezes passa um 1 mês fazendo comida, depois disso ela volta a contratar marmita... isso porque ela faz as coisas em casa, tenho uma lan house em casa e ela toma conta tb e a noite ela é professora do Estado. Oo... fica pesado pra ela fazer comida...


Entendo minha mãe...


Mas nada melhor comer aquela comida quentinha feita por sua mãe *-*...




OBS.: kkkkkkkkkkkkkkkkk.. lembrei de uma coisa... eu trabalhei em outra empresa, lá sempre no último dia util do mês tinha uma festa dos aniversariantes do mês, daí tinha de TUDO (menos cerveja claro xD), coxinha, risoles, bolo, torta salgada, refrigerantes, bolinho de queijo... tudo o que uma "criança" numa festa infatil gostaria de comer *-*... daí um certo dia eu não tinha almocado e na hora de cantar os parabens eu estava IMPACIENTE querendo encher o meu buxo, daí quando comecou: "Parabenssss... pra vcccccccccc.. nesta daaaaaaaaaata queridaaaaaaaaaaa... muitas feeeeeeeeee..." quando chegou aê eu gritei: AÊEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE... e comei aplaudir e a galera pegou ficou comigo tb gritando como se já tivesse cantado os parabéns... UHAuhAHUAUHHUAhuauhAuhAhuaUHAUHuhAhuAA... e fomos devorar a comida... *-*... cara... eu e meus amigos rimos tanto na hora que estávamos comendo... passei mal nesse dia de tanto rir de barriga cheia... AHUAHUUAHuHAhauhaUHaa... nunca mais esqueco disso... xD

Stephany disse...

Huhauahuahua...

Realmente, a hora do almoço é críticaaaaa... Vc ainda tem microondas, e eu que se trago marmita, tenho que pedir a vizinha do meu trabalho para esquentar, pode isso?? ¬¬'
rsrsrsrs...

Aí, sobrevivemos de lanches né... E assim segue nossa saga de trabalho, estágio, facul e marmita "requentada"... rsrsrsrs

Estou adorannndo o blog! =)

Sinara disse...

Deus abençoe o VR!

mas sinto falta da comida da mamãe... =\

camila Zebra disse...

hahahahahhahahhahahahahahaha...
uñaunnn...credo...perdi até a fome depois dessa...

BjOXxx